Entre em contato
Obrigada pelo interesse em meu trabalho! Por favor, preencha o formulário abaixo para entrar em contato comigo.

Obrigada! Sua mensagem foi enviada! :)

Oops! Ocorreu um erro ao enviar o formulário.
Verifique as informações e tente novamente.

MENU

Profissão e Preconceito

Daniela S. Nassetti
|
Reflexão
|
November 13, 2015
Reflexão

Em algum momento da sua vida você com certeza já se deparou com alguém que desmereceu sua profissão, não é mesmo? Algum quase futuro cliente, amigos, familiares… principalmente quando você trabalha com algo que envolve arte. Olha que até mesmo quem não trabalha com arte já sofreu com isso! Não é fácil mesmo. Pessoas que acham que qualquer um faz o que você faz… outros que pensam: “nossa, mas que caro! É só um desenhinho“. Ah, como não é fácil, ainda mais manter a postura diante de uma situação dessas.

Aqui vai um exemplo de uma cliente x artesã. Postaram esses dias no Facebook… não sei se é real, até porque não dá para acreditarmos em tudo que aparece na web, mas sinceramente? Não me admiraria se fosse e é por isso que estou usando como exemplo.

As opiniões do pessoal se dividem. Uns dizem que a cliente realmente passou dos limites, outros dizem que a artesã piorou a situação. Eu sinceramente acredito que a cliente tratou com total descaso a artesã, oferecendo tamanha proposta indecente e que nenhum profissional no mundo teria de aguentar ficar calado diante de uma situação dessas! Dizer que achou mais barato, ainda ter o descaramento de pedir que a profissional desmanchasse o trabalho de outrem e ainda por cima dizer que é “fácil” de fazer? Mas acho que o que mais decepciona é ler “não custaria nada vc fazer, vc nem deve trabalhar. Por isso que tá trabalhando com essas coisas”. É de cair o queixo de tanto descaramento.

Claro, talvez eu não seria tão direta na resposta quanto essa artesã foi, tentaria ser o mais educada possível apenas por educação mesmo… mas entendo porquê ela lidou com a situação dessa forma. Ninguém merece ter seu trabalho tratado como se fosse qualquer coisa assim.

De novo, não é fácil. O melhor mesmo é ignorar e seguir em frente com o seu sonho quando ocorre algo do gênero e jamais nos deixar abater por descasos. Temos que valorizar o nosso trabalho. Infelizmente, o preconceito sempre existirá. Imagine quantos ilustradores, designers, profissionais de TI, etc. não passaram por algo assim, hein? Sempre tem/terá alguém para achar que sabe do que se trata seu trabalho, para achar que é “fácil”. Mal sabem a luta todos os dias, o esforço, o estudo, as horas mal dormidas, as noites em claro para terminar aquele freela

Agora, falando mais de Design que é meu ramo: há também quem pensa que a desvalorização começou com o sobrinho/micreiro. Para quem trabalha com Design, o termo não é desconhecido. Aquele indivíduo que não faz o trabalho com qualidade, que não estudou e tudo mais… mas que clientes contratam porque é baratinho. Acredite, não é culpa dele não.

A valorização do nosso trabalho começa conosco.

Quem nunca pensou que a culpa fosse deles que atire a primeira pedra. Em um determinado momento, pensamos isso sim… porém, de repente, nos lembramos que um dia nós também já fomos sobrinhos/micreiros… que o nosso interesse pela profissão começou ao desbravar territórios outrora desconhecidos — Photoshop, Illustrator, InDesign, desenhar, criar sites para a web, etc. E então finalmente percebemos que o problema está em nós. O problema está em aceitarmos um valor menor pelo nosso trabalho por conta do desespero; aceitar que o cliente está certo a todo o momento, quando na verdade devemos sugerir à eles a melhor opção de acordo com o que precisam e de acordo com o que aprendemos… e por aí vai.

Existe um cliente certo para o profissional certo.

Sempre terão clientes que não poderão pagar o que o seu trabalho vale e por conta disso eles irão indubitavelmente recorrer para profissionais (ou não-profissionais) que cobrem menos. Fato. Sempre existirá concorrência em tudo quanto é profissão. O que determinará que seu trabalho é melhor é você mesmo, é seu portfólio, é o seu trabalho. O seu diferencial. Existem clientes que buscam por um diferencial. Se você preencher esse requisito, com certeza terá uma maior chance de ser contratado.

A verdade mesmo é que sempre existirá altos e baixos na nossa carreira. Em todas! O bom é que sempre teremos oportunidade de aprender e aumentar nossa experiência, não importa quão desconcertante seja a situação. E isso faz toda a diferença. Continue sempre valorizando o que você faz, independentemente da situação!

Daniela S. Nassetti
Designer Gráfico, Web Designer e Ilustradora
Fascinada por games e arte conceitual, busca o sonho de ser concept artist. É Designer formada pela Escola Panamericana de Design com experiência há mais de 15 anos na profissão.

Posts ReLACIONADOS

Receba atualizações por e-mail:

Obrigada! Sua inscrição na newsletter foi efetuada!

Oops! Ocorreu um erro.