Obrigada pelo interesse em meu trabalho!
Por favor, antes de enviar sua mensagem, verifique se sua dúvida já foi respondida no FAQ.
Por conta da pandemia e de outros projetos em andamento, é possível que eu leve mais tempo que o normal para retornar.

Obrigada! Sua mensagem foi enviada! :)

Oops! Ocorreu um erro ao enviar o formulário.
Verifique as informações e tente novamente.

HOME
>
BLOG
>
Desenhos da Semana
>
Desenhos da Semana #120

Desenhos da Semana #120

Um update com os desenhos feitos nos últimos meses e o porquê estive/estou off.

comentários

Nossa, que falta que me faz escrever nesse blog :)

Sei que dei uma “sumida”, mas por conta de tantas coisas para resolver e pensar, fez-se necessário. Para quem não sabe, esse ano começou complicado para mim, mesmo antes do coronavírus: a morte do meu cachorro, problemas para resolver em casa, minha avó que faleceu no dia 27 de Maio... e, claro, a situação do coronavírus.

Não é surpresa para ninguém que essa crise do coronavírus atingiu a todos e a quarentena, apesar de necessária, também afetou nossos trabalhos de uma forma sem igual. Continuo desenhando aqui e ali, claro, mas é tanta coisa na cabeça que tem sido difícil desenhar com mais frequência como eu gostaria.

No momento estou me focando no meu trabalho principal (design) e nas coisas para resolver. Devo retomar as atualizações do blog e os desenhos assim que der — pois não desisti do meu sonho e minha fé em Deus é o que me mantém e sempre me manteve firme em qualquer situação da minha vida.

Retomar uma rotina mais fixa para desenhar como antigamente tem sido difícil para mim no momento. O estresse e a ansiedade do dia a dia não tem sido fáceis também. Ironicamente, não é nem um problema em si de ficar trancafiada em casa por conta da quarentena, mas toda a situação ao redor. Manter-se firme nessas horas é, deveras, complicado, mas tenho feito o melhor que pude. Apesar de tudo, a vantagem em ser freelancer ajuda um pouco, já que é como se eu já vivesse em quarentena há anos antes do covid-19, haha.

Quem me conhece sabe que não sou muito fã de ficar gritando sobre meus problemas pessoais aos quatro ventos — e nem quero fazer isso, afinal, todos nós temos nossas cargas a carregar. Todos nós temos nossas lutas diárias e o que devemos fazer é sempre buscar oportunidades nelas para nos desenvolver, sermos melhores e mais fortes a cada dia, não importa quão difícil seja a situação.

Enfim, peço desculpas pelo desabafo e pelo sumiço, mas senti que havia necessidade de fazer um update com relação ao que vem acontecendo na minha vida, até para quem costuma acompanhar o blog ou meus desenhos.

Deixo-vos agora com os desenhos que fiz nesses últimos meses e a esperança de poder voltar o mais rápido possível com a rotina de sempre, espero que muito em breve <3

Um abraço para você que está lendo esse post e meus sinceros desejos de força nesse momento tão complicado para todos nós. Que Deus nos dê coragem para enfrentar todos os problemas! :)

Rabisco em lápis pastel Polychromos.
Sketch de um pirata usando lapiseira, lápis pastel branco e lápis 6B.
Rabisco digital no Procreate.
Mais um sketch digital no Procreate.
Rabisco usando lapiseira para o sketch inicial e lápis 6B para as áreas mais escuras.
Rabisco em lápis sanguínea e lápis pastel.
Sketch da Zelda em lápis sanguínea e lápis pastel.
Desenho digital no Procreate. Caso queira ver o time-lapse é só clicar aqui.
Sketch digital no Procreate - testando um estilo de desenho mais solto e caricato.
Uma mulher e um lobo. Desenho digital no Procreate.
Rabisco em lápis sanguínea e lápis pastel.
Desenho em lápis sanguínea e lápis pastel. Se você for fã de metal, recomendo demais ouvir Powerwolf, aliás. Me inspirou bastante para esse desenho, haha.

Lista de materiais usados nos desenhos acima:

  • Papel: Kraft comum A4 de 200g/m² e papel branco Canson de 180g/m² (24x32cm).
  • iPad Air de primeira geração, app Procreate e Intuos Creative Stylus 2 - para a pintura digital. O brush (pincel) que uso para pintar é padrão do app Procreate. Ele é texturizado e o nome é Nikko Rull. As stylus da Intuos são muito boas, caso você não possa adquirir uma Apple Pencil. Não costumam ser baratas, depende do modelo, mas são bem mais em conta do que uma Apple Pencil.
  • Lápis pastel Faber-Castell Polychromos - eles são bem caros, mas maravilhosos. Tem ótima pigmentação e é muito bom de mesclar cores com eles. Só recomendo comprar mesmo quando você estiver mais familiarizado com pinturas em lápis de cor. Antes de comprá-los eu usava aqueles lápis de cor comuns da Faber-Castell que você encontra em qualquer lugar. Depois que aprendi a usar bem, isso depois de uns 4, 5 anos treinando, aí sim adquiri esses lápis profissionais.
  • Lapiseira - costumo usar para fazer sketches iniciais e sombreamentos suaves.
  • Lápis 4B, 6B e/ou 8B - para sombreamentos mais fortes, áreas mais escuras.
  • Lápis sanguínea (sanguine oil) - utilizo para sketches iniciais em desenhos que planejo pintar depois, além de usar para algumas áreas de sombreamento suave também. São bem legais de usar para pele também em conjunto com lápis de diferentes tonalidades marrons, rosas, amarelos, etc.
Daniela S. Nassetti
Designer Gráfico, Web Designer e Ilustradora
Fascinada por games e arte conceitual, busca o sonho de ser concept artist. É Designer, formada pela Escola Panamericana de Arte e Design com experiência há mais de 15 anos na profissão.

Posts ReLACIONADOS