Obrigada pelo interesse em meu trabalho!
Por favor, preencha o formulário abaixo para entrar em contato comigo.

Obrigada! Sua mensagem foi enviada! :)

Oops! Ocorreu um erro ao enviar o formulário.
Verifique as informações e tente novamente.

HOME
>
BLOG
>
Desenhos da Semana
>
Desenhos da Semana #105

Desenhos da Semana #105

Rabisco digital e em canetas nanquim; resumo dos estilos que trabalho atualmente tanto no digital quanto no tradicional.

comentários

Bom dia, pessoal :)

Apesar da correria no trabalho, está tudo certo por aqui. Ah, meu cachorro melhorou bastante, hehe. Lembra que há algumas semanas eu comentei que ele não conseguia andar mais? Pois é, ainda tem dificuldade para levantar, mas ao menos ao levantarmos ele, ele consegue andar sozinho. Ele é bem velhinho já — em torno dos 16/18 anos — então é um problema de idade mesmo, mas estamos fazendo todo o possível e o melhor para deixá-lo confortável e feliz nessa hora complicada :)

Aqui ele. Não é um fofo? :)

Semana bem corrida, mas os desenhos sempre continuam, mesmo que em quantidade menor. Fiz um rabisco digital e outro em canetas nanquim no sketchbook que vocês podem conferir logo abaixo.

Rabisco solto no Procreate (sem referência). Ainda não terminei e não tenho uma ideia concreta do que farei aqui, mas com certeza retomarei esse desenho no futuro :)
Outro rabisco sem referência. Feito em canetas nanquim no sketchbook.
Desenho finalizado. Feito usando canetas 005 e 01 da Pigma Micron e caneta branca da UniPosca. Dei o nome para a arte de Monolith por conta da peça inusitada que criei para a cabeça dela, hehe.

Até aqui, nada de novo, tudo no estilo e jeito que gosto de fazer mesmo. Rebuscado no tradicional em canetas nanquim, mais clean no digital. Quando trabalho com digital, gosto de usar um tom médio de fundo, um mais escuro para as linhas e outra camada onde incluo a iluminação e que faço geralmente em branco ou outra cor dependendo do tipo de luz que quero criar para a arte (usando, de vez em quando, o efeito de camada "Adicionar", para reforçar a iluminação). Depois exploro o uso de cores, às vezes pintando direto, outras vezes fazendo em tons de cinza e depois pintando.

No tradicional, a preferência ainda é por papel Kraft ou Canson, canetas pretas e brancas nanquim (às vezes algumas mais coloridas, como dourada e/ou prateada); e/ou lápis pastel Polychromos, onde trabalho um estilo mais clean também (como faço no digital atualmente). Também continuo usando o "pincel gambiarra" que criei para mesclar as cores do lápis pastel, detalhe que comento nesse post.

E por hoje é só, pessoal. Semana que vem tem mais :)

Daniela S. Nassetti
Designer Gráfico, Web Designer e Ilustradora
Fascinada por games e arte conceitual, busca o sonho de ser concept artist. É Designer, formada pela Escola Panamericana de Arte e Design com experiência há mais de 15 anos na profissão.

Posts ReLACIONADOS